Blog da Dufrio

Há mais de 20 anos, somos especialistas em refrigeração.

Será que o ar-condicionado faz mal para a saúde?

por Dufrio Refrigeração • 01/08/2017 • 01/08/2017 Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Pinterest

O ar-condicionado pode nos ajudar a nos sentir mais confortáveis e melhorar o nosso bem estar em um dia quente e, geralmente, não é algo que pensamos como sendo insalubre para nossa saúde. Mesmo assim, fica a dúvida: utilizar ar-condicionado faz mal para a saúde?

Embora esse tipo de aparelho proporcione diversos benefícios, além de climatizar ambientes,  infelizmente pode trazer uma série de impactos negativos sobre a nossa saúde se não tomarmos cuidado com algumas medidas preventivas.

Aqui vamos analisar se o ar-condicionado faz mal à saúde e como minimizar os possíveis impactos negativos desses aparelhos para tirar o melhor proveito deles! Acompanhe:

Ar-condicionado faz mal à nossa saúde?

Quando os dias estão bem quentes, quem não sente vontade de entrar em um ambiente bem fresquinho para aliviar a temperatura? O ar-condicionado é usado nos mais diversos ambientes, mas será que este equipamento pode afetar a nossa saúde?

Se o condicionado de ar estiver em uma temperatura muito baixa em local fechado, a umidade do ar fica mais baixa que o normal, então ele pode ressecar as vias áreas.

Nossas vias áreas, especialmente a traqueia, são revestidas por cílios que aquecem, umidificam e limpam o oxigênio, dessa forma o aparelho de ar-condicionado resseca o ar,  deixando essa região mais seca, o que prejudica o funcionamento dessa estrutura.

Então, se o ar que chega lá é pesado (com vírus, bactérias e alérgenos) acabam colaborando, e muito, para quadros de asma, sinusite, rinite e outros problemas alérgicos em ambientes onde há pouca circulação de ar.

Porém, se por um lado um ambiente seco diminui as defesas do organismo, um local úmido demais será ainda mais nocivo.

Pois, segundo especialistas, muitas pessoas acreditam que quanto mais úmido o ar estiver mais saudável ele será, mas se a umidade do ar for elevada acima de 50% a 60% irá favorecer a proliferação de ácaros, e assim acelerar a pulverização das fezes e cadáveres de ácaros, elementos altamente alergênicos

Por isso é muito importante beber bastante água, pois essa ação poderá ser suficiente para prevenir a desidratação das vias áreas causada pelo ar-condicionado.

Como minimizar esses impactos?

No entanto, vale a pena notar que existem diferentes tipos de ar-condicionado e fazer a escolha certa, bem como usá-los corretamente e ter certeza de fazer uma boa manutenção, pode ajudá-lo a evitar problemas de saúde.

Alguns aparelhos de ar condicionado além de resfriar ou aquecer, usam agentes químicos para “limpar” o ar e torná-lo muito mais limpo. Quando é usado em salas de operação, por exemplo, o ar-condicionado usa um desinfetante químico para remover bactérias do meio.

Para evitar a propagação de poeira, os condicionadores de ar usarão filtros e, quanto mais eficazes, menos poeira será redistribuída para o meio ambiente. É por isso que é tão importante substituir seus filtros de tempos em tempos e limpá-los, pois é lá que as impurezas do ar ficam retidas acumulando microrganismos, o que garantirá a sua permanência o mais eficaz possível e também a eficiência da unidade.

Da mesma forma, abrir a janela, periodicamente, é muito importante, não importa quão limpo o filtro do ar-condicionado esteja, pois deixar a janela aberta aumenta a renovação do ar do ambiente e traz ventilação natural.

O que você pode fazer?

Seja qual for modelo de ar-condicionado, existem alguns pontos que se deve ficar atento , afim de evitar problemas a saúde. Por exemplo, você deve ter em mente que, para que os agentes patogênicos sejam distribuídos pelo seu ar-condicionado, eles precisam estar presentes no ambiente.

Dessa forma, manter regularmente o equipamento limpo é super importante,  por exemplo em ambientes onde o fluxo de pessoas é elevado como em empresas e escritórios, pois seus funcionários passam muito tempo reunidos em um mesmo ambiente, a carga viral e bacteriana existente no ar é alta, o que acaba colaborando na  contração de doenças e infecções, por isso tomar tal ação pode limitar a proliferação desses agentes.

A utilização de um umidificador no mesmo ambiente em que o ar-condicionado está presente irá garantir que o ar que circula não esteja muito seco. Os umidificadores de ar possuem um sistema de rotação da água, um difusor e esse difusor transforma a água em gotículas que vão para o ambiente, somente quando forem necessárias. Entretanto, é preciso ficar a tento sobre a sua utilização em excesso, pois ele poderá gerar uma umidade maior do que o necessário, o que acarretaria em outros problemas respiratórios.

Outro ponto importante é manter a temperatura ideal para o conforto térmico, a qual deve ficar entre 23°C e 26°C graus, de preferência, no modo automático, para que não exista grande variação. Isso irá garantir que o ar-condicionado não prejudique o sono, por exemplo, ou a produtividade no ambiente de trabalho.

Também, muito se fala sobre os impactos dos aparelhos de ar condicionado em bebês e crianças. Contudo, não há restrições sobre a utilização do equipamento em ambientes com bebês, porém os cuidados devem ser tomados conforme as medidas descritas acima.

Gostou de saber se o ar-condicionado faz mal à saúde? Leia também nosso post sobre a manutenção do ar-condicionado e descubra tudo que você precisa saber para manter sua unidade funcionando impecavelmente!

Recomendados para você

3K

8

Conteúdo para Instalador

Saiba como trocar o miolo da válvula Schrader sem precisar recolher o fluido, fazer vácuo e realizar a carga novamente.

3K

0

Comercial

Os efeitos do uso ar-condicionado em nossa saúde

940

0

Residencial

Umidade do ar: quais os possíveis reflexos em nossa saúde

1 Comentário

  1. José Roberto Barbosa disse:

    Em ambiente fechado qual é a temperatura ideal do ar condicionado, quanto mais baixa é melhor contra a limpeza do ar

Deixe o seu comentário!