Blog da Dufrio

Há mais de 20 anos, somos especialistas em refrigeração.

Umidade do ar: quais os possíveis reflexos em nossa saúde

por Dufrio Refrigeração • 09/01/2018 • 09/01/2018 Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Pinterest

Você já deve ter reparado que geralmente junto com a previsão do tempo há também informação sobre a umidade relativa do ar. Ela é mais importante do que muita gente imagina, já que influencia diretamente no nosso organismo. Veja agora quais são os possíveis problemas de saúde decorrentes da baixa umidade do ar e como reverter esse quadro no dia a dia.

Qual a importância da umidade relativa do ar para a saúde humana?

A umidade relativa do ar é a quantidade de vapor d’água presente na atmosfera em relação à quantidade máxima (ponto de saturação) que poderia suportar nessa mesma temperatura.

Na prática, podemos dizer que a umidade relativa do ar é mais baixa no inverno, quando no Brasil há períodos maiores de estiagem, principalmente no final da temporada; e no verão ela é mais alta, já que nos dias quentes da estação há grande evaporação após as pancadas de chuva típicas da estação.

Possíveis problemas de saúde decorrentes da baixa umidade do ar

A questão é que o clima frio e seco pode ser prejudicial ao organismo. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o nível considerado aceitável de umidade relativa do ar é acima de 30%. Abaixo disso há vários possíveis problemas de saúde decorrentes da baixa umidade do ar e que afetam principalmente as vias respiratórias.

O ressecamento das mucosas das vias aéreas é o mais comum deles, deixando o indivíduo mais vulnerável a infecções virais, bacterianas, crises de asma, sinusite e rinites, uma infecção das mucosas que, segundo a OMS, afeta 25% dos brasileiros.

Além disso, a desidratação causada pelo ar muito seco torna o sangue mais denso, tornando a pessoa mais suscetível a alergias e problemas oculares. Os problemas continua mesmo quando o clima esquenta, mas continua seco, já que a absorção do suor pela pele é acelerada, deixando a pele ressecada.

Por outro lado, a alta umidade relativa do ar também causa seus estragos. Nesse caso, o problema é justamente o contrário: a evaporação lenta do suor, que ajuda a resfriar o corpo e a dissipar o calor, levando à sensação de mal-estar e desconforto.

Umidade relativa do ar ideal para saúde

Segundo a OMS, a umidade relativa do ar ideal para saúde é entre 50% e 80% – por isso quando o nível fica entre 20% e 30% as regiões entram em estado de atenção. A umidade do ar a 10%, por exemplo, é um nível compatível com o do Deserto do Saara, por exemplo. O assunto é tão sério que chega a afetar não apenas os humanos, mas todos os seres vivos do planeta. A umidade relativa do ar também está relacionada à temperatura: quanto mais quente estiver o ar nos períodos de estiagem, menor será a umidade do ar.

Segundo o Ministério da Saúde, é preciso que as pessoas com histórico de doenças no aparelho respiratório redobrem a atenção.

Como amenizar o desconforto causado pelo clima seco

Para amenizar os problemas causados pela baixa umidade do ar, os cuidados com a alimentação saudável e hidratação são fundamentais, mas há outras medidas que devem ser tomadas. O ideal é beber um copo de 200 ml de água a cada duas horas; colocar toalhas úmidas ou recipientes com água pela casa; lavar nariz e olhos com soro fisiológico pelo menos 3 vezes ao dia; usar hidratantes para a pele e para os lábios; fazer nebulização com soro fisiológico; evitar fazer atividade física entre 10h e 16h; e utilizar medidas tecnológicas que compensem o clima seco.

Nesse sentido há vários aparelhos que compensam a umidade do ar, tornando o ambiente mais saudável, como o umidificador, que quebra a partícula de água, umedecendo o ar; e o vaporizador, que joga gotículas no ar ao vaporizar a água. No entanto, nenhum dos dois aparelhos altera a temperatura, muito pelo contrário: o vaporizador chega até a aumentá-la. Por isso, não são muito indicados no verão.

Por outro lado, o climatizador multifunção é um aparelho que reúne também as propriedades do umidificador, como o Midea Liva, por exemplo. Projetado para ventilar, refrigerar e umidificar a casa nos dias quentes e secos, ele tem baixo consumo de energia; 3 níveis de velocidade; função Sleep e Briza, que mantêm o fluxo de ar ideal durante a noite; tanque removível de 7 litros com indicador do nível da água, e ainda é portátil, podendo ser levado para qualquer lugar da casa.

Dessa forma você mantém o ar muito mais saudável durante todo o dia, evitando os possíveis problemas de saúde decorrentes da baixa umidade do ar. Muito mais qualidade de vida para você e toda a sua família.

Na Dufrio você encontra os melhores aparelhos de refrigeração e climatização de ambientes, inclusive climatizadores com função umidificadora, como Midea Liva, por exemplo. Venha conhecer nossos produtos e aproveitar nossas ofertas!

Recomendados para você

2K

2

Dicas

Como realizar a carga de fluido frigorífico em aparelhos de ar-condicionado split?

2K

10

Refrigeração

Câmaras Frigoríficas — o que são, para que servem e como escolher?

2K

2

Dicas

A importância de comprar fluido refrigerante de boa procedência

0 Comentário

Deixe o seu comentário!