Blog da Dufrio

Há mais de 20 anos, somos especialistas em refrigeração.

Qual a diferença entre o ar-condicionado inverter e o convencional?

por Dufrio Refrigeração • 22/08/2017 • 22/08/2017 Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Pinterest

ESCUTE O POST:

Nada como preparar a casa, o comércio e o escritório para fugir do desconforto do calor e criar ilhas de tranquilidade e bem estar para a família e os clientes. Mas em meio a tantos modelos de ar-condicionado, é comum surgir algumas dúvidas. Afinal, qual o melhor para o seu ambiente? Qual a diferença entre ar-condicionado inverter e o convencional? Veja a resposta aqui e descubra a melhor solução para o seu caso.

Ar-condicionado inverter e tradicional não funcionam da mesma forma

Há várias pequenas diferenças entre o ar-condicionado inverter e o sistema convencional, mas se você está em dúvida sobre qual deles optar, basta responder a uma pergunta: você quer economizar na conta de energia elétrica? Se a resposta é sim, o ideal para você é o ar-condicionado inverter, que por funcionar de uma forma diferente do tradicional, pode significar uma economia de até 60% quando comparado com o convecional.

No sistema inverter, o compressor varia a rotação de acordo com a temperatura desejada, o que faz com que a climatização aconteça aos poucos. Esse circuito inteligente de faz com que o aparelho mantenha a temperatura ambiente constante, com muito pouca oscilação, como você pode ver no esquema abaixo.

Já no ar-condicionado convencional, acontece exatamente o contrário. O compressor funciona ligando e desligando para manter o ambiente climatizado, o que causa uma grande variação de temperatura, causando picos de energia – que, por sua vez, consomem grande quantidade de eletricidade. Como o inverter não cria esses picos, ele é muito mais econômico.

Controle de temperatura, ruído, conforto climático: qual escolher?

Mas as diferenças entre o ar-condicionado inverter e o convencional não param por aí. O inverter também oferece maior controle, já que também atinge a temperatura escolhida mais rapidamente do que o tradicional. Como nos aparelhos tradicionais a oscilação de temperatura é maior, ele também leva mais tempo para alcançar a temperatura desejada.

É claro que isso, além da conta de energia, também influencia no conforto térmico. E é aí que o ar-condicionado inverter ganha mais pontos outra vez. Enquanto no sistema tradicional o jato de ar é intenso, podendo incomodar quem fica mais próximo ou na direção, no inverter o jato é suave e contínuo, agindo de forma mais espalhada. Isso faz com que ele se espalhe pelo ambiente com mais facilidade, melhorando a qualidade da refrigeração.

Por outro lado, o nível de ruído dos aparelhos inverter é menor em comparação aos aparelhos comuns, o que pode fazer toda a diferença em locais como consultórios, casas de repouso, clínicas, ambientes de trabalho em geral e residências, principalmente nos quartos, garantindo um sono mias tranquilo. Como o compressor opera o tempo inteiro em baixa rotação, o ruído gerado também é muito menor.

Em tempos em que a sustentabilidade é tão valorizada, outro dado é bastante importante: o gás utilizado pelo sistema inverter (R-410) é ecologicamente correto. Além disso, o aparelho utiliza filtros de íon negativos, que retiram do ar sujeiras e odores desagradáveis. Ou seja, além de ser amigo do bolso, o ar-condicionado inverter também é amigo do meio ambiente e da sua saúde.

Há diferença entre ar-condicionado inverter e o convencional de acordo com a região do país?

Basicamente não, mas o ar-condicionado inverter pode ser especialmente indicado em locais onde a variação climática é maior. Em regiões como o Sudeste, por exemplo, pode haver variações de até 10º C em um mesmo dia, o que torna o inverter uma excelente opção para manter a temperatura constante e evitar a diferença climática prejudicial à saúde. Por outro lado, em regiões em que a temperatura é constantemente elevada, o compressor do ar-condicionado convencional acaba funcionando sempre na velocidade máxima, para compensar a troca de calor com o ar externo. Isso faz com que o consumo de eletricidade seja muito grande, o que não ocorre com o inverter.

???????Escolha o seu modelo de ar-condicionado inverter

A tecnologia inverter já disponível em diversos modelos de ar-condicionado, facilitando ainda mais a sua escolha. Você pode escolher entre os formatos split high-wall, multi split, cassete ou piso-teto qual o que se adequa melhor ao seu ambiente e decoração. É sempre bom lembrar que a tecnologia split não interfere nas demais funções, como sleep, timer, turbo, etc.

Entre o ar-condicionado inverter e o convencional há ainda uma última diferença: o preço. O inverter é um pouco mais caro, mas com tantas vantagens e economia de energia elétrica de até 60% de acordo com o modelo e a marca do aparelho, ele é o que oferece o melhor custo-benefício.

E então, pronto para fazer a sua escolha? Aproveite e conheça todos os modelos de ar-condicionado inverter na Dufrio!

Recomendados para você

2K

0

Refrigeração

Conservação de alimentos e a importância dela para o seu negócio

144

0

Comercial

5 dicas para montar seu escritório.

1K

0

Comercial

Entenda por que a atuação de um profissional na instalação e manutenção do ar-condicionado é importante!

15 Comentários

  1. Lucas Parreira Braga disse:

    Matéria muito bem organizada, conteúdo rico em informações.

  2. Lucas Parreira Braga disse:

    gostaria de sugerir varios temas alguns deles são: o que leva uma maquina sofre de golpe de liquido, ou tema é o terro dos penduradores que é sub resfriamento e sub aquecimento.
    Muito obrigado pela atenção.

  3. Eduarda disse:

    Existe alguma diferença (vantagem) da função inverter com relação à renovação de ar no ambiente?

  4. menezes disse:

    em relação ao tempo de funcionamento irá interferir no valor pago pelo consumo?
    exemplo: um ar tecnologia inverter 9000btus consumo 17,1kwh/mês.
    e um convencional com 17,6kwh/mês.
    pois vi algo certa vez que com um funcionamento de 6horas por dia não era tão viável comprar um ar inverter.

  5. Regina disse:

    Tenho uma cozinha meio industrial
    Trabalhando com fogão e forno maior parte do tempo,e esquenta muito, das pessoas passar mal
    E viável colocar um ar condicionado inverter?
    Vai resolver?
    Um espaço 30mt quadrado
    Qual seria o ideal?
    Obrigada!

  6. Vânia S.Henriques disse:

    Bom dia.
    Comprei um ar condicionado inverter power carrier em setembro de 2015 usei muito pouco e agora estou com problemas de Erro P1, disseram que seria problema na tensão o que não é verdade pois o eletricista de confiança esteve aqui e não foi detectado nenhum problema. Como moro em região de praia me informaram que o inverter tem uma placa que fica no aparelho do lado de fora e que é de fácil oxidação devido a marisia e que o comum, sem ser o inverter, não tem essa placa. Gostaria de saber da veracidade dessa informação pois parece que o aparelho esta condenado, tendo em vista o alto valor da placa, para que eu possa fazer uma escolha correta. Agradeço ajuda de vocês.

  7. Fabio Mello disse:

    Quando olhamos as especificações técnicas de um ar comum (split) e um inverter, por exemplo, um de 12000 BTUS, o consumo nominal na embalagem é o mesmo, porque?

  8. Elio Pedro sehnem disse:

    Qual é a marca mais confiável do ar condicionado inverter?

  9. Leonardo disse:

    Olá… O técnico está me dizendo q o valor da instalação do inverter é maior que os modelo on-off. Existe algum motivo para o valor da instalação ser mais cara?

Deixe o seu comentário!